24 de fevereiro de 2021

Projeto "Banana Glamping" vence primeira edição do Tomorrow Tourism Leaders - Super Edition



O projeto “Banana Glamping” foi o grande vencedor do concurso "Tomorrow Tourism Leaders – Super Edition", que nesta primeira edição teve como objetivo a valorização de ideias que desenvolvessem o turismo de natureza nas suas regiões.

O “Banana Glamping”, de autoria de Catarina Silva, Cátia Sousa e André Lopes, é para implementar na Região autónoma da Madeira e visa aproveitar os desperdícios das plantações de banana – apenas 12% das bananeiras são aproveitadas - para a construção de estruturas de glamping.



Ao todo estiveram sete projetos a concurso, das sete regiões turísticas nacionais (Açores; Alentejo e Ribatejo; Algarve; Centro; Lisboa; Madeira; e Porto e Norte).

O projeto da Região Centro, intitulado “Aquaglamping”, propõe a implementação de um empreendimento de glamping na Lagoa da Ervedeira (Região de Leiria), onde os hóspedes podem pernoitar sobre a água.



Gonçalo Gomes, do Turismo Centro de Portugal, foi o mentor do projeto e destacou o contributo deste (futuro) empreendimento para uma zona fustigada por incêndios florestais e pela tempestade Leslie. “Esta localização foi alvo de uma intervenção de reabilitação, apoiada pelo Turismo de Portugal através do programa Valorizar, e consideramos fundamental esta sinergia que deve existir entre intervenções públicas estruturantes e intervenções privadas deste tipo de projetos”.



A sessão foi conduzida por Vera Margarida Cunha (Turismo de Portugal) e teve como jurados Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal, António Marto, presidente do Fórum Turismo, Roberto Antunes, diretor executivo do Nest Portugal – Centro de Inovação do Turismo e Graça Borges, diretora de Comunicação, Relações Institucionais e Sustentabilidade do Super Bock Group (que patrocina o evento).



 
O anúncio do projeto vencedor foi feito por Rita Marques, secretária de Estado do Turismo, que aproveitou também para anunciar a próxima edição do concurso, que será dedicada à sustentabilidade na área da hotelaria, restauração e cafés.

O TTL Super Edition é uma iniciativa promovida pela Associação Fórum Turismo com o apoio institucional do Turismo de Portugal.

O vencedor irá ver o seu projeto ser implementado em colaboração com a respetiva Entidade Regional de Turismo e receberá um prize money de cinco mil euros.



Aquaglamping: Pernoitar sobre a água (Tomorrow Tourism Leaders)



Antes do confinamento, um grupo de cinco amigos reuniu-se para jantar. O objetivo não era necessariamente convívio. Queriam trocar ideias e definir um projeto diferenciador de turismo no qual pudessem investir e com o qual pudessem participar no concurso nacional de turismo "Tomorrow Tourism Leaders – Super Edition".

O debate prolongou-se pelo serão. Mariana Santos (28 anos), Joana Mairos (23), Henrique Leal (32), Cesar Alves (22) e Nuno Carvalho (21) conheceram-se na Universidade de Coimbra. De colegas passaram a amigos. De amigos, querem passar a empreendedores.
Colocaram várias sugestões na mesa. Uma reuniu consenso: Iam possibilitar aos hóspedes pernoitar sobre a água.

“O Aquaglamping é uma nova vertente do glamping tradicional. Estamos habituados a pernoitar em terra firme, mas o nosso remete para a pernoita sobre a água, nas devidas estruturas, mantendo os luxos, conforto e segurança dos glampings convencionais”, afirma Mariana.

Sustentaram a ideia com conceitos, informações técnicas e números. Criaram esboços e maquetas e exteriorizaram gráfica e visualmente o que idealizavam. O local de implementação também estava definido: A Lagoa da Ervedeira, na Região de Leiria.

Pouco tempo depois, candidataram-se à presente edição do concurso, que tem como objetivo encontrar criar oportunidades empreendedoras para uma das sete regiões turísticas nacionais (Açores; Alentejo; Algarve; Centro de Portugal; Lisboa; Madeira; e Porto e Norte).





A confiança fluía quando entregaram a candidatura. “Sabíamos que tínhamos um bom projeto”. Na altura, desconheciam que a criatividade também fluíra na zona Centro, que foi a Região do país que reuniu mais ideias a concurso: 226!

“Não esperávamos chegar à final, visto ser a primeira vez que participamos neste tipo de concursos”, confessou Mariana. Mas chegaram.

Agora, sob a mentoria do Turismo Centro de Portugal, vão apresentar o seu pitch na grande final do Tomorrow Tourism Leaders – Super Edition.
A confiança mantém-se. “Quando se chega a uma final, não é por acaso. Acreditamos que podemos ganhar”.
O TTL Super Edition é uma iniciativa promovida pela Associação Fórum Turismo com o apoio institucional do Turismo de Portugal.
O vencedor irá ver o seu projeto ser implementado em colaboração com a respetiva Entidade Regional de Turismo e receberá um prize money de cinco mil euros.





1 de fevereiro de 2021

Prémio José Manuel Alves e Concurso de Teses Académicas | 2021 | inscrições até 15 de março




A Entidade Regional de Turismo Centro de Portugal continua a apostar na deteção e apoio às melhores ideias de negócio turístico gerados na região e na valorização do conhecimento científico produzido sobre a atividade turística no último ano, voltando a lançar dois concursos destinados a promover o empreendedorismo turístico no Centro de Portugal e a promover a difusão de informação junto das empresas e entidades gestoras dos destinos.

Prémio José Manuel Alves | Concurso de Empreendedorismo Turístico | 6.ª Edição

Este concurso destina-se à deteção e apoio a projetos inovadores no setor do Turismo com implementação na região Centro de Portugal, através do qual se pretende consagrar a melhor ideia de negócio no setor.

Ao vencedor do Concurso de Empreendedorismo Turístico será atribuído o Prémio José Manuel Alves, em homenagem ao percurso do ex-presidente da Região de Turismo do Centro, que esteve na génese da criação do gabinete de apoio ao investimento turístico, na região Centro de Portugal.

Consulte o regulamento neste link.

Apresente a sua candidatura até 15 de março de 2021 no formulário disponível em:

https://forms.gle/oQijs4wU1Nr8ojeMA



Concurso de Teses Académicas 2021 | 5.ª edição

Com o objetivo de valorizar o conhecimento gerado no seio da comunidade científica sobre a atividade turística e de o aproximar das empresas do setor do Turismo e de todos os interessados em desenvolver projetos de empreendedorismo turístico, a Entidade Regional do Turismo do Centro de Portugal promove a realização da quarta edição de um concurso de teses de mestrado e de doutoramento.

Consulte o regulamento neste link.

Apresente a sua candidatura até 15 de março de 2021 no formulário disponível em:

https://forms.gle/mGoi5c147hgzfEbK8


Regulamento da 6.ª Edição do Prémio José Manuel Alves - Concurso de Empreendedorismo Turístico

 


PREÂMBULO

No âmbito das suas competências de promoção do empreendedorismo, a Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal promove a realização da 6.ª edição do Concurso de Empreendedorismo Turístico, destinado à deteção e apoio a projetos inovadores no setor do Turismo com implementação na região Centro de Portugal, através do qual se pretende consagrar a melhor nova ideia de negócio no setor.

Ao vencedor do Concurso será atribuído o Prémio José Manuel Alves, em homenagem ao percurso do ex-presidente da Região de Turismo do Centro, que esteve na génese da criação do gabinete de apoio ao investimento turístico, na região Centro de Portugal, e definiu os valores e princípios pelos quais se norteia o serviço público de apoio ao investimento da entidade, para além dos múltiplos contributos que legou ao desenvolvimento turístico da região Centro de Portugal durante os quatro mandatos em que fez parte da direção da entidade.


Artigo 1º. | Elegibilidade dos projetos

1. Podem candidatar-se ideias e projetos que ainda não tenham iniciado a atividade turística (licenciamento, vendas ou disponibilização de serviços no mercado relativas à atividade candidatada, incluindo a mera publicitação dos mesmos com indicação de preço).

2. Podem candidatar-se projetos apresentados em edições anteriores do Concurso de Empreendedorismo Turístico da Turismo Centro de Portugal, desde que cumpram o disposto no número anterior, e que não tenham sido vencedoras de prémios monetários.

3. Os projetos podem enquadrar-se nas seguintes atividades:

a) Alojamento Turístico (incluindo empreendimentos turísticos e alojamento local);

b) Agências de viagens e turismo/operadores turísticos;

c) Estabelecimentos de restauração e de bebidas;

d) Aluguer de veículos automóveis sem condutor (rent-a-car);

e) Atividades de animação turística;

f) Projetos de base tecnológica associados ao setor do Turismo;

g) Outras tipologias de projeto, desde que comprovadamente relacionadas com a atividade turística.


Artigo 2º | Elegibilidade dos promotores

1. Podem concorrer pessoas singulares, individualmente ou em equipa, empresas sob qualquer forma jurídica ou entidades privadas sem fins lucrativos, com o objetivo de explorar uma ideia empreendedora e inovadora a implementar na região Centro de Portugal.

2. Não poderão candidatar-se ao presente concurso as pessoas pertencentes ao quadro de pessoal do Turismo do Centro de Portugal.


Artigo 3º. | Condições de participação e apresentação de candidaturas
1. As candidaturas devem ser formalizadas através do preenchimento e submissão do formulário disponível neste link:

https://forms.gle/oQijs4wU1Nr8ojeMA


2. Para além da submissão do formulário, cada candidato poderá apresentar um documento complementar, até ao limite de 10 páginas (em word ou pdf, por exemplo) e um vídeo, através de e-mail remetido para o endereço eletrónico 
goncalo.gomes@turismodocentro.pt, indicando claramente a que candidatura a documentação se refere.

3. Cada candidato (individual ou enquadrado numa candidatura coletiva) só poderá apresentar uma candidatura.

4. As candidaturas (formulário e documentação complementar) deverão ser submetidas até às 23:59 do dia 15 de março de 2021.

5. Qualquer candidatura submetida numa data posterior ao prazo estipulado no ponto anterior não será considerada.


Artigo 4º. | Processo de Avaliação

1. Se o número de candidaturas a concurso for superior a 8, estas serão objeto de uma análise prévia e seleção por parte de um Júri Preliminar.

2. O Júri Preliminar será composto por um painel designado pela Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal.

3. O Júri Preliminar, se se verificarem as condições previstas no ponto 1, selecionará um máximo de 8 candidaturas que serão designadas como finalistas.

4. A decisão do Júri Preliminar será tomada até ao dia 30 de abril de 2021, sendo imediatamente comunicada a todos os candidatos.

5. O Júri Final será composto por elementos com comprovada experiência em projetos na área do desenvolvimento empresarial, inovação ou empreendedorismo designados pela Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal.

6. Cada membro do Júri Final avaliará os projetos de acordo com os seguintes critérios e pontuação:

Critério A – Viabilidade económico-financeira (0 a 5 pontos)

Critério B – Grau de inovação do projeto (0 a 5 pontos)

Critério C – Contributo do projeto para o desenvolvimento do setor na região Centro de Portugal, incluindo contributo para a sustentabilidade económica, ambiental e/ou social da região (0 a 5 pontos)

Critério D– Experiência e competências demonstradas pelo(s) promotor(es) (0 a 5 pontos)


7. A pontuação final de cada candidatura será definida pela média da pontuação atribuída por cada um dos membros do Júri Final.

8. O vencedor de cada categoria será a candidatura com a média ponderada mais elevada.

9. Em caso de igualdade entre candidaturas prevalecerá a candidatura com maior pontuação no Critério C. No caso de a igualdade persistir após aplicação do primeiro fator de desempate, prevalecerá a candidatura com maior pontuação no Critério A. No caso de a igualdade persistir após aplicação do segundo fator de desempate, prevalecerá a candidatura com maior pontuação no Critério B.

10. A decisão do Júri Final será anunciada até ao dia 31 de maio de 2021 nas seguintes páginas:

www.investenocentro.blogspot.pt

https://www.facebook.com/apoioinvestimentoturistico


Artigo 5º. | Prémios 
[alterado no dia 03-03-2021]

1. Ao 1.º classificado do Prémio José Manuel Alves será atribuído um prémio de 5.000,00 euros

2. Ao 2.º classificado do Prémio José Manuel Alves será atribuído um prémio de 2.500,00 euros

3. Ao 3.º classificado do Prémio José Manuel Alves será atribuído um prémio de 1.000,00 euros


Artigo 6º. | Disposições finais

1. A Organização do concurso garante a confidencialidade dos projetos durante o respetivo processo de avaliação, sendo as informações utilizadas somente para os fins definidos neste Regulamento.

2. As decisões do Júri Preliminar e do Júri Final são soberanas e não existe possibilidade de recurso.

3. A Organização poderá alterar o presente regulamento, bem como a composição quer do Júri Preliminar, quer do Júri Final, após definição e comunicação do mesmo, devendo publicitar convenientemente tais alterações, através dos seus meios de comunicação mencionados no artigo 4.º.

4. No caso de existir alguma ligação entre qualquer membro do Júri Intermédio ou Final e o/a promotor(a) de algum projeto a concurso, seja uma ligação familiar direta ou ligação profissional direta, passada ou presente, o membro do Júri não avaliará esse projeto.

5. Informações adicionais ou pedido de esclarecimentos podem ser efetuados para 
goncalo.gomes@turismodocentro.pt


Regulamento da 5.ª Edição do Concurso de Teses Académicas TCP

 


PREÂMBULO 

Com o objetivo de valorizar e divulgar o conhecimento gerado nas Universidades e Politécnicos relacionado com a atividade turística e de o aproximar de entidades gestoras de destinos, de empresas do setor e de todos os interessados em desenvolver projetos de empreendedorismo turístico, a Entidade Regional de Turismo Centro de Portugal promove a realização da quinta edição de um concurso de estudos académicos, nas vertentes de mestrado e de doutoramento.


Artigo 1º | Elegibilidade

Podem concorrer ao presente concurso, na categoria mestrado, todas as dissertações, relatórios de estágio e projetos com vista à obtenção do grau de mestre já avaliadas e, na categoria doutoramento, dissertações de doutoramento já defendidas e avaliadas, cujo tema incida sobre o setor do turismo, preferencialmente na região Centro - seja em exclusivo ou englobada num estudo de âmbito nacional -, entre 1 de janeiro de 2020 e 31 de dezembro de 2020.


Artigo 2º | Elegibilidade dos promotores

Não podem candidatar-se promotores pertencentes ao quadro de pessoal do Turismo do Centro de Portugal.


Artigo 3º | Condições de participação e apresentação de candidaturas

1. Para formalizar a candidatura, os interessados devem preencher o formulário do concurso que pode ser encontrado no link 
https://forms.gle/mGoi5c147hgzfEbK8, para além de enviar um mail com o nome completo do(a) candidato(a) e o título da tese/relatório/projeto (mestrado ou doutoramento), para goncalo.gomes@turismodocentro.pt, no qual se devem anexar os seguintes documentos:

a. Resumo de 8 páginas, no máximo, que inclua a problematização do tema contemplado, as principais conclusões e a metodologia utilizada;

b. cópia da dissertação, relatório ou projeto (em formato pdf) ou link para o respetivo download.

2. As submissões devem ser efetuadas até às 23.59 do dia 15 de março de 2021.

3. Qualquer candidatura submetida numa data posterior ao prazo estipulado no ponto anterior não será considerada.


Artigo 4º | Processo de Avaliação

1. Se o número de candidaturas em qualquer uma das categorias a concurso for superior a 5, estas serão objeto de uma análise prévia e seleção por parte de um Júri Preliminar.

2. O Júri Preliminar será composto por um painel designado pela Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal.

3. O Júri Preliminar, se se verificarem as condições previstas no ponto 1, selecionará um máximo de cinco candidaturas, de cada uma das categorias, que serão designadas como finalistas.

4. A decisão do Júri Preliminar será tomada até ao dia 30 de abril de 2021, sendo imediatamente comunicada a todos os candidatos.

5. O Júri Final será composto por elementos ligados ao ensino superior e/ou com experiência em projetos na área do turismo, desenvolvimento empresarial, inovação ou empreendedorismo, designados pela Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal.

6. Cada membro do Júri Final avaliará as teses de acordo com os seguintes critérios e pontuação, sendo, cada um, livre de estabelecer subcritérios:

Critério A – Impacto da tese nas empresas turísticas e/ou nas entidades públicas com competências no setor (0 a 5 pontos)

Critério B – Qualidade científica (0 a 5 pontos)

Critério C – Originalidade dos trabalhos (0 a 5 pontos)

Critério D – Incidência na região Centro (0 a 5 pontos)

7. A pontuação final de cada candidatura será definida pela média da pontuação atribuída por cada um dos membros do Júri Final.

8. O vencedor de cada categoria será a candidatura com a média ponderada mais elevada.

9. Em caso de igualdade entre candidaturas prevalecerá a candidatura com maior pontuação no Critério A. No caso de a igualdade persistir após aplicação do primeiro fator de desempate, prevalecerá a candidatura com maior pontuação no Critério B. No caso de a igualdade persistir após aplicação do segundo fator de desempate, prevalecerá a candidatura com maior pontuação no Critério D.

10. A decisão do Júri Final será anunciada até ao dia 31 de maio de 2021 nas seguintes páginas:

www.investenocentro.blogspot.pt

https://www.facebook.com/apoioinvestimentoturistico


Artigo 5º. | Prémios [alterado no dia 03-03-2021]

1. Ao vencedor do Concurso de Teses Académicas na vertente Doutoramento será atribuído um prémio de 1.000,00 euros

2. Ao vencedor do Concurso de Teses Académicas na vertente Mestrado será atribuído um prémio de 500,00 euros

3. O Júri poderá não atribuir os Prémios ou, eventualmente, decidir a sua partilha por várias teses concorrentes, caso em que o valor pecuniário será dividido pelo número de teses vencedoras.


Artigo 6º. | Disposições finais

1. As decisões do Júri Preliminar e do Júri Final são soberanas e não existe possibilidade de recurso.

2. A Organização poderá alterar o presente regulamento, bem como a composição quer do Júri Preliminar, quer do Júri Final, após definição e comunicação do mesmo, devendo publicitar convenientemente tais alterações, através dos meios de comunicação definidos no artigo 4.º.

3. No caso de existir alguma ligação entre qualquer membro do Júri Intermédio ou Final e o/a autor(a) de alguma tese a concurso, seja uma ligação familiar direta, participação na elaboração das teses ou ligação profissional direta, passada ou presente, o membro do Júri não avaliará essa tese.

4. Informações adicionais ou pedido de esclarecimentos podem ser efetuados para 
goncalo.gomes@turismodocentro.pt


AddThis