29 de maio de 2020

Conheça os projetos finalistas do Prémio José Manuel Alves (Edição V)



A quinta edição do Prémio José Manuel Alves, concurso de empreendedorismo turístico do Turismo Centro de Portugal, reuniu 51 candidaturas, das quais foram selecionadas oito para a fase final.

Miguel Barbosa (Portugal Ventures), Miguel Gonçalves (GesEntrepreneur) e Miguel Mendes (Turismo de Portugal) integram o Júri que vai selecionar o projeto vencedor, tal como o segundo e o terceiro classificado. A decisão será anunciada no dia 3 de Junho.

De seguida, damos a conhecer os oito finalistas, oferecendo um pequeno vislumbre dos seus desígnios e atividades, nas palavras dos próprios empreendedores.


PROJETO: Smart City Concierge 
PROMOTOR: Rui Nuno Castro 
LOCAL DE IMPLEMENTAÇÃO: Coimbra





“O Smart City Concierge é um assistente de viagem virtual. Pode ser tão simples como só mais um contacto na sua lista de contactos com quem pode conversar, fazer perguntas sobre o que está para acontecer de interessante perto de si ou pedir dicas de viagem numa conversação normal.

O nosso produto disponibiliza de forma fácil, eficaz e conveniente, à distância de uma pergunta, ajuda eficiente no planeamento ou busca de uma solução durante a viagem, sem que seja necessário fazer download de uma aplicação, mantendo o utilizador no seu ambiente natural de “instant messaging”, onde comunica habitualmente com os seus amigos. Ter a capacidade de poder concentrar toda a informação num só local em contexto de conversação, permitindo ainda o aprofundamento da experiência e obtenção de informação mais imersiva e completa recorrendo às melhores práticas mobile centric (progressive web app)”.


PROJETO: TSI - Tourism Solutions Integrator
PROMOTOR: Miguel Fontes Pereira de Melo
LOCAL DE IMPLEMENTAÇÃO: Aveiro







“Devido ao conhecimento e experiência do mercado mundial que foi ganha na Europa, LATAM e África, tanto por mim em termos operacionais e estratégicos e como pelo João Luís Moita como Empresário com muitos anos de Distribuição (DMC), concluímos que primeiro a nível Nacional e depois Internacional havia uma falta (GAP) de um aglutinador ou centralizador, que servisse de referência para todo o sector Turístico Mundial.
A escolha da Região Centro, nomeadamente Aveiro, deveu-se sobretudo ao enorme potencial a explorar e catapultar para outros destinos, tendo sempre a referência A Origem.
Assim, este Marketplace B2B, vai facilitar e reduzir todos os custos, tanto temporais como intemporais, que as empresas deste sector económico têm e com os quais se debatem neste momento. Nós já tínhamos chegado à conclusão de que o Turismo nos próximos tempos iria sofrer uma grande evolução e transformação. Toda a forma de trabalho que foi referência durante décadas iria necessariamente mudar, pois com o avanço da tecnologia, e a própria sobrevivência das empresas e destinos, teria de se pautar por muita Qualidade e Diferenciação. Aqui entraremos nós como players, numa plataforma que oferece um serviço inovador, rápido, seguro e aglutinador, tornando-nos e tornando a Região Centro numa referência”.


PROJETO: Museu LOAD ZX Spectrum
PROMOTOR: João Diogo Ramos
LOCAL DE IMPLEMENTAÇÃO: Cantanhede





“Para Portugueses, Espanhóis, Ingleses e tantos outros, o primeiro computador foi o chamado ZX Spectrum, da empresa inglesa Sinclair que partilha o nome do seu inventor: Sir Clive Sinclair.
O Museu LOAD “ZX SPECTRUM” retrata essa história. A narrativa patente cobre tudo o que se passou à volta das empresas do grupo Sinclair que fabricaram computadores, mas também rádios, televisões, relógios e foram mesmo os líderes na venda de calculadoras de bolso. Esta é uma história que nos diz muito em Portugal também porque muitos dos computadores foram montados – e alguns até desenvolvidos – na fábrica da TIMEX na Caparica, Lisboa.

Este Museu, que deverá ser formalmente inaugurado a 26 de Setembro de 2020 (devido ao COVID-19), iniciou em Abril de 2019 uma exposição preliminar, temporária, no Museu da Pedra em Cantanhede e que permitiu aferir o interesse do projeto.

Este trabalho criou um polo de atração turística na cidade de Cantanhede que cedo percebeu o interesse e se mobilizou para aproveitar a oportunidade de atrair visitantes para a cidade.
Foi alvo de ampla cobertura em diversos meios de comunicação (televisão, rádio e internet) e recebeu cerca de 5.000 visitantes em 8 meses, provenientes dos vários cantos de Portugal (do Algarve a Braga), mas também de Espanha, França, Brasil, Reino Unido, Polónia ou Turquia.

Comprovado esse potencial, iniciaram-se as obras de adaptação de um espaço dedicado para o efeito na antiga Escola Primária Conde Ferreira no centro da cidade. Aqui irá nascer então o primeiro Museu no Mundo dedicado ao ZX Spectrum.

No novo espaço irão existir diversas novas áreas dedicadas à introdução à computação para os mais jovens que não sabem o que é um ZX Spectrum; haverá também uma área dedicada à vida de Sir Clive Sinclair, diversos conteúdos únicos provenientes de responsáveis da TIMEX Portugal e TIMEX USA e ainda uma nova área dedicada aos vários concorrentes do ZX Spectrum.

Adicionalmente, irá existir uma componente muito forte sobre a Portugalidade da exposição, adicionando informação sobre fabricantes de periféricos, programadores e programas nacionais, locais de venda de software nos anos 80/90, entre diversas outras surpresas, num espaço três vezes maior do que o da exposição preliminar.

Este é um projeto único no Mundo. É um projeto filantrópico e sem fins lucrativos que visa homenagear os inventores e empreendedores que contribuíram para a revolução tecnológica. É um projeto cultural e de aproximação dos visitantes às tecnologias de informação. É também um projeto de empreendedorismo que mostra como de uma ideia se idealiza uma infraestrutura inovadora e que atrai interesse turístico de pessoas de várias partes do Mundo para a região Centro de Portugal”.



PROJETO: HotelTech
PROMOTOR: Marcos Bordi
LOCAL DE IMPLEMENTAÇÃO: Aveiro






“Somos uma multiplataforma digital para hotéis que permite aos hóspedes gerir as suas próprias reservas. Disponibilizamos um webapp, sem a necessidade de descarregar nada no seu telemóvel, ou um app que atende todas as necessidades dos hóspedes relacionadas com serviços e produtos. A nossa solução facilita a vida aos hóspedes e garante-lhes poupanças de tempo e dinheiro, incluindo a programação de toda a estadia de acordo com os seus desejos, antes sequer de sair de casa.

A HotelTech permite aos hóspedes, nomeadamente, executar o Self check-in e self check-out, e está pronto a atender as exigências sanitárias face ao Covid-19. Três passos: QR Code; Encontre sua reserva; Self check-in. Permitimos ao hóspede uma experiência end-to-end que inclui também ações de up e cross-sellings evitando ao mínimo o contato social”.



PROJETO: Almourol Land
PROMOTOR: Jorge Manuel do Carmo Escarameia
LOCAL DE IMPLEMENTAÇÃO: Tancos - Vila Nova da Barquinha - Almourol



“A Almourol Land é constituída por uma equipa de profissionais com formação em diversas áreas e tem como objetivo aproveitar os recursos naturais da zona envolvente do Almourol e elevar o seu potencial turístico. As atividades da Almourol Land englobam cinco áreas distintas: o ar, a terra, a água, cultura, web.
Ar: Experiências de para-quedismo, passeio de avião; Terra: Atividades pedestres e de orientação, caminhadas, btt, ciclo turismo, experiências que permitem a descoberta do património, jogos populares e tradicionais, rotas temáticas (rota dos templários), ginásio ao ar livre; Água:  Passeio fluvial turístico no rio Tejo (em Tancos); Cultura: Organização de eventos musicais, teatros, implementação/venda de áudio guias para o castelo de Almourol, workshops; Web: Apresentação de workshop e aulas online de entretimento de desenvolvimento pessoal.
É o primeiro passo de um ambicioso projeto para a zona. O segundo passo engloba a implementação de uma unidade móvel no caís de Tancos, o aluguer de equipamentos náuticos, incluindo uma embarcação para servir refeições no rio”.



PROJETO: Rota do Arroz Doce
PROMOTORA: Ana Margarida Silvestre Graça
LOCAL DE IMPLEMENTAÇÃO: Gândara (Baixo Mondego) e Rio de Galinhas (Almalaguês - Coimbra)




“A Rota do Arroz Doce será realizada na região do Baixo Mondego, mais concretamente por terras da Gândara, pela sua proximidade à cidade de Coimbra e pela sua longa história e estórias na produção do Arroz Carolino.
Por esta ser uma sobremesa de conforto para mim que me remete de imediato à infância tanto pelo cheiro, como pelo sabor / paladar. Juntando estes ingredientes, investiguei e decidi criar uma rota que me conforta a alma e que espero que conforte a de quem experimentar. Ao realizar a rota vai sentir que recua no tempo, emerge e acaba no conforto familiar, demonstrando então que a inovação pode nascer de algo que nos afaga a alma e nos teletransporta.
Para reaprender o passado a Rota do Arroz Doce, para além da visita à origem dos ingredientes que compõem a sobremesa, é imperativo que a memória guarde os momentos e nada melhor do que aprender / pôr a mão na massa e o reaprender o passado ligado desde a ordenha, criação e tratamento do arroz, até ao tear de Almalaguês que tanta tradição tem com o Arroz Doce”.



PROJETO: Smart Tour - Destinos Turísticos Inteligentes
PROMOTOR: Frederico Santos da Costa, Jucelha Borges de Carvalho, João Facio Kopke
LOCAL DE IMPLEMENTAÇÃO: Aveiro






“O projeto Smart Tour utiliza Tecnologia IOT (internet of things) para promover roteiros turísticos inteligentes. O Hardware Beacon realiza a comunicação entre destino e smartphone do turista. No conceito de marketing por proximidade, é possível enviar conteúdo relevante ao usuário e coletar métricas, apresentadas em um Dashboard em tempo real para os gestores públicos do turismo, para tomadas de decisões assertivas.
O storytelling como conteúdo, visa enriquecer a visita do usuário, a valorização do património histórico e cultural, aumento do tempo de permanência do visitante e promoção do destino de forma orgânica e sustentável. Ao compartilhar a experiência em redes sociais, o turista torna-se ‘embaixador’ do destino. Em tempos de Covid-19, ajustes na plataforma permitem a emissão de alertas quando identificada aglomerações, redirecionam o fluxo de pessoas, evitam o uso de impressos e permite estudo do perfil do usuário sem contato físico, aplicando pesquisas de demanda turística de forma disruptiva.
De forma a promover destinos turísticos seguros, a equipa idealizou e criou a Plataforma Smart Tracking, um rastreador de contatos idóneo, sem uso de apps, Bluetooth e geolocalização, que mantém o anonimato do usuário e auxilia as autoridades de saúde no controle da disseminação do vírus”.


PROJETO: Soul Speaking Out Loud
PROMOTORES: Joana Pereira, Fernando Matias
LOCAL DE IMPLEMENTAÇÃO: Região Centro - Beira Baixa - Aldeias de Xisto




“Criação e desenvolvimento de uma app cuja matriz assenta no mesmo princípio de um jogo de tabuleiro tradicional, cujas ‘casas’ para progredir no jogo são casas reais, edificadas, permitindo assim que o visitante/jogador conheça o património, material mas também imaterial, popular e natural, de forma imersa e interactiva no território das Aldeias de Xisto e toda a envolvente.
O recurso ao gaming possibilita conhecer o território de forma autónoma, sem depender de um terceiro para ficar a conhecer toda a história do local. Não impedindo o contacto com a comunidade local, permite a possibilidade de fazer todo o percurso sem depender de horários, disponibilidades e até recursos muitas vezes inexistentes”.




O Prémio José Manuel Alves é um concurso de empreendedorismo turístico organizado anualmente pelo Turismo Centro de Portugal, tendo como objetivo a deteção e o apoio a projetos inovadores no setor do Turismo com implementação na região Centro de Portugal.
A designação homenageia o ex-presidente da Região de Turismo do Centro, que esteve na génese da criação do gabinete de apoio ao investimento turístico, na região Centro de Portugal.


22 de maio de 2020

28 maio | Covid-19 - Manual para Uso das Praias em 2020 | Webinar " Vê Portugal ON " Especial "Clean & Safe"


No dia 28 de maio, às 11h00, quatro dias antes da abertura da época balnear, realiza-se a sessão “COVID-19 – Manual para uso das praias em 2020”, em que serão abordadas as muitas questões que envolvem este importante ativo para o Turismo Centro de Portugal

A sessão contará com a presença e colaboração de Raúl Almeida, presidente da Câmara Municipal de Mira, Alda Correia, presidente da Câmara Municipal de Castanheira de Pera, e Leonor Picão, Diretora Coordenadora da Direção de Valorização de Oferta do Turismo de Portugal 

No decorrer da webinar, os participantes têm a possibilidade de colocar as questões que considerarem pertinentes a cada convidado.

A inscrição é gratuita e deverá ser feita antecipadamente Aqui



21 de maio de 2020

27 maio | Webinars “Vê Portugal ON “ - Especial Selo "Clean & Safe"


Dia 27 de maio a Turismo do Centro de Portugal promove duas sessões no âmbito do ciclo de videoconferências temáticas “Vê Portugal ON”, dedicadas ao processo de certificação do selo "Clean & Safe” do sector turístico do Centro de Portugal. 

Com inicio às 11h00, teremos uma webinar sob o tema "Clean & Safe- (In)formação às Associações de Aluguer de Automóveis sem Condutor". A sessão constará com a colaboração de Joaquim Robalo de Almeida, secretário-geral da ARAC – Associação dos Industriais de Aluguer de Automóveis s/ condutor. 

Com inicio às 15h00, teremos uma webinar sob o tema "Clean & Safe – (In) formação à Restauração", contará com a colaboração de Susana Leitão, responsável da qualidade da AHRESP – Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal. 

O objetivo das videoconferências, é abordar as ferramentas necessárias para que as empresas possam cumprir, com sucesso, os requisitos para a obtenção e manutenção do selo “Clean & Safe”, para que seja possível assegurar que o Centro de Portugal é um destino seguro 

As inscrições são gratuitas e deverão ser feitas antecipadamente em:
- Clean & Safe- (In)formação às Associações de Aluguer de Automóveis sem Condutor | Aqui
- Clean & Safe – (In) formação à Restauração | Aqui


20 de maio de 2020

Selo “Estabelecimento Clean & Safe” para as empresas do setor do turismo

O Turismo de Portugal reconhece as empresas do setor do Turismo que cumpram as recomendações da Direção-Geral da Saúde para evitar a contaminação dos espaços com o SARS-CoV-2 (novo coronavírus).

Os Empreendimentos Turísticos, as empresas de Animação Turística e as Agências de Viagens e Turismo que pretendam obter o selo “Estabelecimento Clean & Safe” deverão cumprir o conjunto de disposições presentes na "Declaração de Compromisso" que está disponível nas plataformas digitais do Turismo de Portugal relativas ao registo das empresas turísticas: Registo Nacional de Empresas Turísticas (RNET), Registo Nacional de Animação Turística (RNAT) ou Registo Nacional Agências de Viagens e Turismo (RNAVT).

Só depois de submetida nas plataformas atrás referidas a Declaração de Compromisso por parte das empresas, ​é que estas ficam com a possibilidade de utilizar o Selo em causa, seja nas suas instalações físicas, seja nos canais e plataformas de divulgação e venda.

O Selo atribuído a cada em​​​​​​​​​presa estará associada ao seu número de Registo RNET, RNAA​T ou RNAVT.

No caso do Alojamento Local, Estabelecimentos de Restauração e Bebidas, Áreas de Serviço de Autocaravanas (ASAs) e Rent-a-car, as empresas e os empresários em nome individual que pretendam obter o selo “Estabelecimento Clean & Safe” deverão aceder a: 

_ Alojamento LocalBalcão Empreendedor 

_ Estabelecimentos de Restauração e Bebidas Balcão Empreendedor

_ Áreas de Serviço de Autocaravanas - Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal​ 


Esta medida, dinamizada pelo Turismo de Portugal e envolvendo a Agência para a Modernização Administrativa (AMA), a Direção Geral das Atividades Económicas (DGAE), o Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT), a Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT)​ e em articulação com a Confederação do Turismo de Portugal (CTP) e as Associações do Setor, procura sensibilizar os empreendimentos para os procedimentos mínimos a adotar e incentivar a retoma do setor do turismo a nível nacional e internacional, reforçando a confiança de todos no destino Portugal e nos seus recursos turísticos.​​

Poderá obter mais informação no website business.turismodeportugal.pt

Jorge Rodrigues integra júri final do concurso de Teses Académicas do TCP




Jorge Rodrigues faz parte do júri final da presente quarta edição do Concurso de Teses Académicas do Turismo Centro de Portugal. 

O júri final vai selecionar a tese de mestrado vencedora. Este ano, a totalidade das candidaturas incidiu na categoria de mestrado, pelo que não será atribuído o prémio relativo à categoria de doutoramento.

Na avaliação serão analisados critérios como o Impacto da tese nas empresas turísticas da região Centro de Portugal e/ou nas entidades públicas com competências no setor, a qualidade científica, a originalidade dos trabalhos e a incidência na região Centro.
Os resultados serão anunciados no final deste mês. 

Jorge Rodrigues é licenciado em Engenharia Agronómica, com área vocacional em Agropecuária e tem uma pós-graduação em Segurança em Desportos de Natureza e Aventura.

É coordenador Geral da ADIRN – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Norte, diretor Geral da TEMPLAR – Rotas e Destinos Turisticos, Lda, gestor da Formação Profissional da ADIRN e coordenador de projetos de cooperação nacional e transnacional.

É membro do Conselho Estratégico da CIMT (Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo), da Comissão de Acompanhamento do CEDI ( Conselho Estratégico da CIMT), do Grupo de Trabalho “Turismo” do Médio Tejo da CIMT, da Comissão de Acompanhamento do Programa da Rede Rural Nacional e do Conselho de Gestão da ENCB – Estação Náutica do Castelo de Bode.

É formador Interno na ADIRN, em diversas componentes da área de formação –Turismo e Lazer, Agricultura e instrutor de Mergulho PADI / MASTER Scuba Diver Trainer.

É ainda formador Externo na CITEFORMA, em diversas componentes da área de formação –Turismo e Lazer e coordenador e formador de Ações de Formação Profissional desenvolvidas em Cabo Verde, em diversas componentes da área de formação –Turismo e Lazer; Produção Agrícola e Animal.

É director da Federação Portuguesa de Atividades Subaquáticas e presidente da Direção da AETCB – Associação de Empresários de Turismo do Castelo de Bode

Coordena Programas de Desenvolvimento Rural e Local, aplicados no Ribatejo Norte desde 1991, nomeadamente: PIC - LEADER I / PIC - LEADER II / PIC - LEADER +, AGRIS / VALTEJO, POPH, SP3 – PRODER, PRRN / INTERREG / PIVUT, DLBC – Desenvolvimento Local de Base Comunitária e CLDS – Contrato Local de Desenvolvimento Social.

Coordena ainda o Projecto “Qualificação do Turismo Activo – Sustentável e Ambiente” desde 2001.

O Concurso de Teses de Mestrado e de Doutoramento, organizado anualmente pelo Turismo Centro de Portugal, tem como objetivo valorizar o conhecimento gerado no seio da comunidade científica sobre a atividade turística e de o aproximar das empresas do setor do Turismo e de todos os interessados em desenvolver projetos de empreendedorismo turístico.

Mais informações, aqui


19 de maio de 2020

Webinar Programa Adaptar | Sistemas de Incentivos a Micro e PME's


A Associação Empresarial da Região de Viseu- AIRV,  em parceria com a Agência para a Competitividade e Inovação - IAPMEI, vai realizar no próximo dia 21 de maio às 17h00, um webinar com o objetivo de informar e esclarecer sobre as candidaturas ao Programa Adaptar - Novos Sistemas de Incentivos a Microempresas e PMEs, que visam o apoio à qualificação de processos, organizações, produtos e serviços, nomeadamente à adaptação da atividade empresarial às novas condições do contexto da doença COVID-19. 


A participação é gratuita mas sujeita a inscrição.




Miguel Mendes integra júri final do concurso de empreendedorismo do TCP


Miguel Mendes faz parte do júri final da presente quinta edição do Prémio José Manuel Alves, concurso de empreendedorismo turístico do Turismo Centro de Portugal. 

O júri final vai avaliar os oito projetos finalistas e selecionar os três primeiros classificados. Relembramos que, para além do vencedor, o segundo e terceiro lugar também são contemplados com um prémio. 

Nessa avaliação, serão analisados critérios como a viabilidade económico-financeira, o grau de inovação do projeto, o potencial de penetração no mercado e de internacionalização, o contributo do projeto para o desenvolvimento do setor na região Centro de Portugal, a experiência e competências demonstradas pelo(s) promotor(es) e o contributo para a sustentabilidade económica, ambiental e/ou social das comunidades locais.

A decisão será anunciada no final deste mês.

Miguel Mendes é licenciado em Marketing pelo Instituto Superior de Línguas e Administração e é gestor de cliente na Direção de Gestão do Conhecimento - área de Apoio às Empresas e ao Investimento no Turismo de Portugal, I.P.

Proporciona assistência especializada empresarial, pública e a outras entidades privadas na área de instrumentos às empresas, no arranque e desenvolvimento de projetos e iniciativas, no crescimento e suporte técnico do negócio instalado. 

Providencia ainda capacitação técnica especializada a entidades públicas e privadas e cooperação com entidades públicas na partilha de conhecimento.

É formador e speaker em comunicações públicas institucionais, conferências e seminários, sessões de esclarecimento, ações de formação e outros eventos de divulgação do Quadro de Apoio Financeiro ao Investimento no Turismo em representação do Turismo de Portugal, I.P.

Faz também mentoring no apoio ao desenvolvimento de projetos de empreendedorismo, novas ideias e serviços turísticos.

O Prémio José Manuel Alves, organizado anualmente pelo Turismo Centro de Portugal, destina-se à deteção e apoio a projetos inovadores no setor do Turismo com implementação na Região Centro de Portugal, através do qual se pretende consagrar a melhor ideia de negócio no setor.

A designação homenageia o ex-presidente da Região de Turismo do Centro, que esteve na génese da criação do gabinete de apoio ao investimento turístico, na região Centro de Portugal.

Mais informações, aqui:

18 de maio de 2020

Frederico Lucas integra júri final do concurso de Teses Académicas do TCP


Frederico Lucas faz parte do júri final da presente quarta edição do Concurso de Teses Académicas do Turismo Centro de Portugal.

O júri final vai selecionar a tese de mestrado vencedora. Este ano, a totalidade das candidaturas incidiu na categoria de mestrado, pelo que não será atribuído o prémio relativo à categoria de doutoramento.

Na avaliação serão analisados critérios como o Impacto da tese nas empresas turísticas da região Centro de Portugal e/ou nas entidades públicas com competências no setor, a qualidade científica, a originalidade dos trabalhos e a incidência na região Centro.

Os resultados serão anunciados no final deste mês.

Frederico Lucas é empreendedor social na área da competitividade territorial e orador motivacional de empreendedorismo. É ativista de uma economia social lucrativa: lucros sustentáveis com benefícios sociais.

Atualmente, é gestor da consultora luxemburguesa Grous Partners, dedicada à promoção de investimentos em meio rural.

É igualmente cofundador e coordenador do Programa Novos Povoadores, organização que patrocinou a instalação de mais de 200 empresas em território rural, com uma taxa efectiva de sucesso superior a 90%.

É editor do guia “Investir à la Campagne au Portugal” e dinamizador do canal de informação @ruraltalks.

O Concurso de Teses de Mestrado e de Doutoramento, organizado anualmente pelo Turismo Centro de Portugal, tem como objetivo valorizar o conhecimento gerado no seio da comunidade científica sobre a atividade turística e de o aproximar das empresas do setor do Turismo e de todos os interessados em desenvolver projetos de empreendedorismo turístico.

Mais informações, aqui:

15 de maio de 2020

Miguel Gonçalves integra júri final do concurso de empreendedorismo do TCP


Miguel Gonçalves faz parte do júri final da presente quinta edição do Prémio José Manuel Alves, concurso de empreendedorismo turístico do Turismo Centro de Portugal. 

O júri final vai avaliar os oito projetos finalistas e selecionar os três primeiros classificados. Relembramos que, para além do vencedor, o segundo e terceiro lugar também são contemplados com um prémio. 

Nessa avaliação, serão analisados critérios como a viabilidade económico-financeira, o grau de inovação do projeto, o potencial de penetração no mercado e de internacionalização, o contributo do projeto para o desenvolvimento do setor na região Centro de Portugal, a experiência e competências demonstradas pelo(s) promotor(es) e o contributo para a sustentabilidade económica, ambiental e/ou social das comunidades locais. 

A decisão será anunciada no final deste mês. 

Miguel Gonçalves, intraempreendedor, estudou Economia no Instituto Superior de Economia e Gestão. Está no Grupo Gesbanha desde 2003, depois de uma passagem pela Área de Transfer Princing da Ernst & Young (EY). 

É sócio fundador da GesEntrepreneur, entidade especializada em Educação e Formação em Empreendedorismo. 

Amante de viagens, conta no seu passaporte, com mais de 60 carimbos de países diferentes.
Sendo um Foodie por Paixão, preocupa-se mais com as experiências gastronómicas nos destinos que visita do que com o Património, “porque o Turismo é feito de Emoções”. 

Desde 2013, leciona na Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril, na Área Temática do Empreendedorismo. 
Idealizou o Tourism Creative Factory, Programa de Ideação de Startups de Turismo, do qual é o Coordenador Nacional. 

O Prémio José Manuel Alves, organizado anualmente pelo Turismo Centro de Portugal, destina-se à deteção e apoio a projetos inovadores no setor do Turismo com implementação na Região Centro de Portugal, através do qual se pretende consagrar a melhor ideia de negócio no setor.
A designação homenageia o ex-presidente da Região de Turismo do Centro, que esteve na génese da criação do gabinete de apoio ao investimento turístico, na região Centro de Portugal. 

Mais informações, aqui

14 de maio de 2020

Manuel Salgado integra júri final do concurso de Teses Académicas do TCP


Manuel Salgado faz parte do júri final da presente quarta edição do Concurso de Teses Académicas do Turismo Centro de Portugal. 

O júri final vai selecionar a tese de mestrado vencedora. Este ano, a totalidade das candidaturas incidiu na categoria de mestrado, pelo que não será atribuído o prémio relativo à categoria de doutoramento. 

Na avaliação serão analisados critérios como o impacto da tese nas empresas turísticas da Região Centro de Portugal e/ou nas entidades públicas com competências no setor, a qualidade científica, a originalidade dos trabalhos e a incidência na região Centro. 

Os resultados serão anunciados no final deste mês. 

Manuel Salgado é vice-Presidente do Instituto Politécnico da Guarda e Professor Adjunto na Escola Superior de Turismo e Hotelaria. Doutor em Turismo pela Universidade de Aveiro e diretor do mestrado em Gestão e Sustentabilidade no Turismo. 

É também membro integrado em centro de investigação GOVCOPP/UA no grupo Turismo e Desenvolvimento, membro colaborador do CiTUR Guarda, membro da CAE do ES Politécnico e da CAE do ES Universitário da A3ES no âmbito da avaliação e acreditação de cursos da área do Turismo e membro no grupo de peritos da FCT para a Agenda “Turismo, Hospitalidade e Gestão do Lazer”. 

Colabora com várias IES na área do Turismo, designadamente UA (DEGEIT), IPLeiria (ESTM), IPC (ESEC) e IPP (ESEIG). 

Possui diversos artigos e investigação na área da educação e formação em Turismo, no planeamento e desenvolvimento turístico, tendo também apresentado comunicações no âmbito do Turismo em diversos tipos de eventos técnicos e científicos nacionais e internacionais. 

O Concurso de Teses de Mestrado e de Doutoramento, organizado anualmente pelo Turismo Centro de Portugal, tem como objetivo valorizar o conhecimento gerado no seio da comunidade científica sobre a atividade turística e de o aproximar das empresas do setor do Turismo e de todos os interessados em desenvolver projetos de empreendedorismo turístico.

Mais informações, aqui

19 e 26 de maio | Webinars " Vê Portugal On " - Turismo Centro de Portugal


De forma a responder aos desafios da pandemia de COVID-19 e para fazer face ao contexto atual, a Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal (TCP) continua a promover, entre outras ações, as Videoconferências temáticas – ou webinars –, intituladas “Vê Portugal ON”. 

As videoconferências visam esclarecer os empresários e cidadãos sobre a situação do setor do turismo e dos eventos, na sequência da referida pandemia que afeta a região, o país e o mundo. 

Esperando que possa motivar o interesse de um elevado número de participantes, tal como tem acontecido em anteriores edições, estão já agendadas mais duas sessões: 

No dia 19 de maio, pelas 11h00, a Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, assim como José Ribau Esteves, presidente da Câmara Municipal de Aveiro e da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (e também vice-presidente da ANMP) e Carlos Moedas, administrador da Fundação Calouste Gulbenkian (este ainda a confirmar), juntar-se-ão de forma virtual, para uma estimulante conversa sobre “Coesão Territorial e Crescimento”. 

Este webinar pretende refletir sobre questões como a Coesão Territorial e o Crescimento, Smart Cities e Baixa Densidade e Economia de Competências. 

Inscreva-se antecipadamente em https://bit.ly/2SZYoZn 


No dia 26 de maio, às 11h00, terá lugar a sessão “PROVERE Centro de Portugal - Estratégia Pós-COVID-19”, com a presença de representantes dos vários programas PROVERE em curso na região, nomeadamente Aldeias Históricas de Portugal, Valorização das Estâncias Termais da Região Centro, Rede das Aldeias do Xisto e iNature – Turismo Sustentável em Áreas Classificadas. Estará também presente um representante da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro. 

Inscreva-se antecipadamente em https://bit.ly/2T23PXJ




13 de maio de 2020

Miguel Barbosa integra júri final do concurso de empreendedorismo do TCP


Miguel Barbosa faz parte do júri final da presente quinta edição do Prémio José Manuel Alves, concurso de empreendedorismo turístico do Turismo Centro de Portugal. 

O júri final vai avaliar os oito projetos finalistas e selecionar os três primeiros classificados. Relembramos que, para além do vencedor (2.500€), o segundo e terceiro lugar também são contemplados com um prémio (1000 € e 500 €, respetivamente). 

Nessa avaliação serão analisados critérios como a viabilidade económico-financeira, o grau de inovação do projeto, o potencial de penetração no mercado e de internacionalização, o contributo do projeto para o desenvolvimento do setor na região Centro de Portugal, a experiência e competências demonstradas pelo(s) promotor(es) e o contributo para a sustentabilidade económica, ambiental e/ou social das comunidades locais.

A decisão será anunciada no final deste mês.

Miguel Barbosa é licenciado em Engenharia Eletrotécnica e Computadores pelo IST, tem um MBA da Universidade Nova e, mais recentemente, um mestrado em Estratégia de Investimento e Internacionalização e o PAGETUR - Programa de Gestão para o Turismo da Univ. Católica.

Com mais de 20 anos de experiência na área de Venture Capital e Private Equity, é atualmente Diretor de Investimento da unidade de Turismo da Portugal Ventures, tendo passado pela área de Engineering e Manufacturing, nomeadamente em empresas de hardware, Internet of Things e produtos e serviços industriais. 

Anteriormente, trabalhou em consultoria e telecomunicações bem como na Nutrinveste onde participou na reestruturação do maior grupo português do setor agroalimentar. Começou a colaborar com o ISCTE em 2003, na área de empreededorismo e com o ISG e a Universidade Lusófona em 2009, onde lecionou Inovação e Estratégias de Internacionalização, bem como Análise de Projetos de Investimentos.

O Prémio José Manuel Alves, organizado anualmente pelo Turismo Centro de Portugal, destina-se à deteção e apoio a projetos inovadores no setor do Turismo com implementação na Região Centro de Portugal, através do qual se pretende consagrar a melhor ideia de negócio no setor.

A designação homenageia o ex-presidente da Região de Turismo do Centro, que esteve na génese da criação do gabinete de apoio ao investimento turístico, na região Centro de Portugal.

Mais informações, aqui:

12 de maio de 2020

15 maio | 11:00 |Conferência Turismo: a reinvenção de um sector


A Nova SBE - Nova School of Business and Economics, promove no próximo dia 15 de maio, com início às 11h00, uma conferência sob o tema, “Turismo - a reinvenção de um sector”, onde se pretende lançar à discussão a forma como o setor do turismo deve adaptar as suas estratégias para enfrentar novos desafios. 

A moderação está a cargo de Daniel Traça Diretor da Nova SBE e incluirá intervenções de José Theotónio (Grupo Pestana), Luís Araújo (Turismo de Portugal), Margarida Almeida (Gestão da Evolução Fantástica), Sérgio Guerreiro (Instituto Westmont de Turismo e Hospitalidade e Nova SBE) e Thierry Ligonnière (Aeroportos VINCI). 

Esta webinar está incluída num ciclo de conferências que a Nova SBE vai organizar, durante os meses de maio e junho de 2020, subordinado ao tema E agora? (what now?), integrado na iniciativa Todos nós temos um papel a desempenhar, visando incentivar o debate público sobre os diferentes desafios enfrentados pelas empresas privadas e pelo público português, com enfoque nas áreas de Economia, Turismo, Saúde, Transformação Digital e Comércio & Distribuição. 

A conferência encontra-se aberta ao público, mas deverá fazer a sua inscrição antecipada Aqui


8 de maio de 2020

Direção-Geral da Saúde publica orientação para Estabelecimentos de Restauração e Bebidas


A Direção-Geral da Saúde (DGS) publicou hoje, uma orientação para estabelecimentos de restauração e bebidas.

Entre as medidas a adotar pelas empresas, destaca-se a redução da capacidade máxima do estabelecimento, por forma a assegurar o distanciamento físico recomendado (2 metros) entre as pessoas, privilegiando a utilização de áreas exteriores, como as esplanadas (sempre que possível) e o serviço take-away. 

A disposição das mesas e das cadeiras deve garantir uma distância de, pelo menos, dois metros entre as pessoas, mas os coabitantes podem sentar-se frente a frente ou lado a lado, a uma distância inferior. 

A DGS recomenda também que, sempre que possível e aplicável, seja promovido e incentivado o agendamento prévio para reserva de lugares. Por outro lado, estão desaconselhados os lugares de pé, tal como as operações do tipo self-service, como buffets.

A limpeza e desinfeção dos espaços deve respeitar as orientações anteriormente emitidas pela DGS, sendo que os proprietários devem desinfetar, pelo menos seis vezes por dia, todas as zonas de contacto frequente (maçanetas de portas, torneiras de lavatórios, mesas, bancadas, cadeiras, corrimãos) e, após cada utilização, os equipamentos críticos (tais como terminais de pagamento automático e ementas individuais.

A orientação estabelece a necessidade de higienização das mãos com solução à base de álcool ou com água e sabão à entrada e à saída do estabelecimento por parte dos clientes, que devem respeitar a distância entre pessoas de, pelo menos, 2 metros e cumprir as medidas de etiqueta respiratória.

Os clientes devem também considerar a utilização de máscara (exceto durante o período de refeição), evitar tocar em superfícies e objetos desnecessários e dar preferência ao pagamento eletrónico.

O documento estabelece também os procedimentos a adotar pelos colaboradores dos estabelecimentos de restauração e bebidas, nomeadamente a utilização de máscara durante o período de trabalho com múltiplas pessoas.

O documento Procedimentos em Estabelecimentos de Restauração e Bebidas pode ser consultado, na íntegra, aqui.

7 de maio de 2020

08 a 15 de maio | Formação online sobre o selo Clean&Safe



O Turismo de Portugal criou o Selo “Clean & Safe”, com a validade de um ano, gratuito e opcional, que exige a implementação de um protocolo interno nas empresas que, de acordo com as recomendações da Direção-Geral da Saúde, assegura a higienização necessária para evitar riscos de contágio e garante os procedimentos seguros para o funcionamento das atividades turísticas. ​​

Amanhã,  sexta-feira, 8 de maio, inicia um programa de formação online sobre o Selo “Clean & Safe” destinado a Empreendimentos Turísticos, Empresas de Animação Turística e Agências de Viagem e Turismo que pretende sensibilizar estas empresas para os procedimentos mínimos de limpeza, higiene e medidas básicas de prevenção e controlo da COVID-19.

Consulte o programa e faça a sua inscrição gratuita, para mais informação consulte o website business.turismodeportugal.pt

6 de maio de 2020

Web Conferências Publituris - "Centro: Preparar o Futuro"


Na próxima sexta-feira, dia 8 de maio, às 11h00, o Publituris promove a web conferência “Centro: Preparar o futuro”, dando continuidade ao ciclo de conferências sobre cada uma das regiões de turismo.

Organizada com o apoio da Entidade Regional de Turismo Centro de Portugal, a iniciativa conta com a participação de Pedro Machado, presidente da Turismo Centro Portugal, Alexandre Marto, CEO Fátima Hotels Group, Pedro Pedrosa, CEO na empresa Portugal A2Z Walking & Biking, e Paulo Fernandes, presidente ADXTUR, da CM Fundão e coordenador do Grupo Trabalho Interior.

A web conferência será transmitida em direto na página de facebook do Publituris a partir das 11h00. Os interessados podem comentar e colocar questões aos oradores.

Recorde-se que o Publituris deu início ao ciclo de web conferências sobre o futuro do turismo em cada uma das regiões de turismo do país. Até agora já foram realizadas três conferências dedicadas ao Algarve, Alentejo e Lisboa. 

Os debates contam a participação de diversos players de mercado que atuam em cada um dos destinos.



4 de maio de 2020

Prémio José Manuel Alves | Finalista | Marcos Bordi (HotelTech)


Prémio José Manuel Alves | Finalista | Frederico Costa, Jucelha Borges de Carvalho, João Kopke (Smart Tour)


Prémio José Manuel Alves | Finalista | Miguel Pereira de Melo (TSI - Tourism Solutions Integrator)


Prémio José Manuel Alves | Finalista | Rui Nuno Castro (Smart City Concierge)


Premio José Manuel Alves | Finalista | Ana Graça (Rota do Arroz Doce)


Premio José Manuel Alves | Finalista | João Diogo Ramos (Museu Load ZX Spectrum)


Premio José Manuel Alves | Finalista | Joana Pereira (Soul Speaking Out Loud)


Prémio José Manuel Alves | Finalista | Jorge Manuel do Carmo Escarameia (Almourol Land)


Teses Académicas (Mestrado) | Finalista | Inês Margarida Santos Almeida


Teses Académicas (Mestrado) | Finalista | Pedro Miguel Beleza Teixeira


Teses Académicas (Mestrado) | Finalista | Catarina Luís Albuquerque Correia de Paiva


Teses Académicas (Mestrado) | Finalista | Cláudia Patrícia Ferraz Correia


Teses Académicas (Mestrado) | Finalista | Liliana Aguiar Eusébio

30 de abril de 2020

Nova data limite para apresentação candidaturas Compete 2020


Atendendo à declaração de pandemia efetuada pela OMS a propósito do COVID 19, e das decisões do Conselho de Ministros de 12 março 2020, e à atual situação vivida no país, alguns sistemas de incentivo, alteraram prazo de entregas de candidaturas.

Republicação 2020-04-29 | Nova data limite para apresentação de candidaturas: 2020-jun-02 (19h)

Republicação 2020-04-29 | Nova data limite para apresentação de candidaturas: 2020-jun-02 (19h)



28 de abril de 2020

30 abril | Coimbra Mais Futuro promove Sessão de Esclarecimento "Medidas de Apoio à Exploração Agrícola"


A Coimbra Mais Futuro tem a decorrer para as 16 freguesias rurais do concelho de Coimbra, os concursos de apoio aos investimentos nas explorações agrícolas. Com o objetivo de prosseguir com a divulgação e esclarecimento sobre os concursos, CMF, promove no próximo dia 30 de abril, com início às 17h00, na plataforma Zoom, uma Sessão de Esclarecimento. 

Esta sessão centrar-se-á nos três concursos, cujos prazos para submissão de candidaturas, terminam a 15 de maio, a saber:
  • 10.2.1.1 Pequenos Investimentos na Exploração Agrícola: Projetos entre 1.000€ e 40.000€ de investimento em atividades de produção agrícola e pecuária e com uma taxa de financiamento aplicável é de 50% de subsídio não reembolsável;
  • 10.2.1.3 Diversificação de Atividades na Exploração Agrícola: Projetos entre 5.000€ e 200.000€ de investimento em atividades realizadas dentro da exploração agrícola, mas em setores distintos da produção agropecuária, transformação ou comércio por grosso e com uma taxa de financiamento aplicável é de 40% de subsídio não reembolsável sem a criação líquida de postos de trabalho e de 50% com criação líquida de postos de trabalho;
  • 10.2.1.4 Cadeias Curtas e Mercados Locais: componente Cadeias Curtas: Projetos de valor igual ou superior a 500€ e inferior a 50 000€, a taxa de financiamento aplicável é de 50% de subsídio não reembolsável para o investimento material e de 80% para o investimento imaterial. Uma das importantes especificidades desta medida é a possibilidade de atribuir aos produtores, uma ajuda simplificada de 48€ para deslocações aos mercados locais. Este apoio é atribuído por titular da exploração agrícola, sendo acumulável até aos 7.488€, durante a vigência máxima do projeto (36 meses).
Deverá fazer a sua inscrição antecipada no seguinte link: https://videoconf-colibri.zoom.us/meeting/register/tJAlcOqgqjsqEtIDnigcaLT42KmKuGZYwDwC
Após a inscrição, receberá um e-mail de confirmação contendo informações sobre como entrar na reunião. 

Para mais informação consulte o website www.coimbramaisfuturo.pt 
Poderá também entrar em contacto com a equipa técnica da  Coimbra Mais Futuro, através de contacto telefónico tlm: 932 158 846 ou correio eletrónico geral@coimbramaisfuturo.pt

27 de abril de 2020

Turismo de Portugal cria Selo “Estabelecimento Clean & Safe” para as Empresas de Turismo


O Turismo de Portugal criou um selo para distinguir as atividades turísticas que asseguram o cumprimento de requisitos de higiene e limpeza para prevenção e controlo da Covid-19 e de outras eventuais infeções, reforçando, assim, a confiança do turista no destino. 

Os Empreendimentos Turísticos, as empresas de Animação Turística e as Agências de Viagens e Turismo que pretendam obter o selo “Estabelecimento Clean & Safe” deverão cumprir o conjunto de disposições presentes na «Declaração de Compromisso» que está disponível nas plataformas digitais do Turismo de Portugal relativas ao registo das empresas turísticas: Registo Nacional de Empresas Turísticas (RNET), Registo Nacional de Animação Turística (RNAT) ou Registo Nacional Agências de Viagens e Turismo (RNAVT).

Só depois de submetida nas plataformas atrás referidas a Declaração de Compromisso por parte das empresas, é que estas ficam com a possibilidade de utilizar o Selo em causa, seja nas suas instalações físicas, seja nos canais e plataformas de divulgação e venda. 

O Selo atribuído a cada em​​​​​​​​​presa estará associado ao seu número de Registo RNET, RNAA​T ou RNAVT​.

O Turismo de Portugal, em coordenação com as entidades competentes, irá realizar auditorias aleatórias aos estabelecimentos aderentes.

Para obter mais informação consulte o website business.turismodeportugal.pt


23 de abril de 2020

Decreto-Lei 17/2020- Medidas excecionais e temporárias relativas ao setor do turismo, no âmbito da pandemia da doença COVID-19


Foi publicado hoje em Diário da República o decreto-lei nº 17/2020, que estabelece medidas excecionais e temporárias relativas ao setor do turismo, no âmbito da pandemia da doença COVID-19.

No dia 18 de março, foi declarado pelo Presidente da República o estado de emergência, com fundamento na verificação de uma situação de calamidade pública, através do Decreto do Presidente da República n.º 14-A/2020, de 18 de março, tendo a declaração do estado de emergência sido renovada através do Decreto do Presidente da República n.º 17-A/2020, de 2 de abril.

Atento o contexto excecional que se vive presentemente, o Governo tem vindo a aprovar medidas excecionas, em função dos novos temas que se vão identificando relativamente aos consumidores, às empresas, aos operadores económicos e aos cidadãos em geral, estando sujeitas a uma ponderação e reavaliação permanentes. Face ao exposto, visando adequar as medidas entretanto aprovadas pelo Governo para prevenir eficazmente a proliferação de casos registados de contágio da COVID-19 às necessidades dos cidadãos portugueses, identificou-se a necessidade de proceder a melhorias relativamente às viagens organizadas por agências de viagens e turismo, ao cancelamento de reservas em empreendimentos turísticos e estabelecimentos de alojamento local e às relações entre agências de viagens e turismo, operadores de animação turística e os empreendimentos turísticos e os estabelecimentos de alojamento local.

17 de abril de 2020

Semana de 20 a 24 de abril | BEST Live Online Training


O Turismo de Portugal assegura a continuidade da resposta às necessidades de formação das empresas turísticas, através das sessões de capacitação BEST Live Online Training, integradas no Programa BEST - Business Education for Smart Tourism, agora a decorrer na plataforma Microsoft Teams. 

Estas ações visam dotar os participantes de estratégias e técnicas que lhes permitam adaptar-se e reagir, com a menor disrupção possível, a uma conjuntura que é particularmente desafiante para as empresas do turismo, mitigando impactos no desempenho dos seus negócios. 
A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição.

20 abril | 9h-11h
Marketing Digital na Hotelaria – Técnicas e Ferramentas
Formador | Hugo Carvalho
Programa Inscrição

20 abril |11h-13h
Content Marketing - reinventar conteúdos para o turismo
Formador | Ana Pereira

20 abril | 14h-16h
O atendimento ao cliente como fator de diferenciação e gerador de valor acrescentado
Formador | Ana Meireles

20 abril | 17h-19h
Liderança, motivação e gestão de equipas
Formador | Nuno Silva
Programa Inscrição

21 abril | 9h-11h 
E-commerce: Ferramentas de análise e otimização posicionamento no período de recuperação
Formador | Jorge Ferreira

21 abril | 11h-13h
Inovar e fazer crescer o negócio pela gestão da reputação online
Formador | Marta Sotto-Mayor 

21 abril | 14h-16h
Gestão do Stress
Formador | Sofia Albuquerque
Programa Inscrição

21 abril | 16h-18h
Lay off no Estado de Emergência
Formador | João Tavares
Programa Inscrição

22 abril | 9h-11h
Mapa Mental - O Perfil do Líder Transformacional
Formador | Ana Vicente 

22 abril | 11h-13h
Indicadores de apoio à gestão e suas implicações no processo de tomada de decisão
Formador | Patricia Correia
Programa Inscrição

22 abril | 14h-16h
Liderança, motivação e gestão de equipas
Formador | Lurdes Viana
Programa Inscrição

22 abril | 16h-18h
Check-list de Marketing Digital
Formador | Madalena Dinis
Programa Inscrição

23 abril | 9h-11h
Como aumentar a rentabilidade do seu Restaurante
Formador | Marta Sotto-Mayor
Programa Inscrição

23 abril | 11h-13h 
Empreendedorismo inovador: ferramentas e recursos para passar da ideia ao negócio
Formador | Célia Antunes
Programa Inscrição

23 abril | 14h-16h
Estratégia de marketing digital no turismo
Formador | Joana Fialho
Programa Inscrição

23 abril | 16h-18h
Estratégias de sustentabilidade financeira: como mobilizar recursos para o negócio
Formador | Cristina Afonso
Programa Inscrição

24 abril | 9h-11h
Cost Management na restauração no contexto atual de instabilidade
Formador | Rafael Ventura
Programa Inscrição

24 Abril | 11h-13h 
Retoma económica: estratégias comerciais no Alojamento Local e no Turismo em Espaço Rural 
Formador | João Ramos
Programa Inscrição

24 Abril | 14h-16h
Gestão de Pessoas 3.0 e Liderança Colaborativa
Formador | Rita Pelica
Programa Inscrição

24 abril | 16h-18h
O poder da inteligência emocional nas organizações: os 4 domínios
Formador | Angela Martins 
Programa Inscrição

Para acesso ao conteúdo das ações consultar a página @business.turismodeportugal.pt


16 de abril de 2020

20 de de abril | Web Conferência - O Impacto do Covid-19 nos Eventos Desportivos: empresas - regiões - país


A Associação Portuguesa de Eventos Desportivos (APORED) realiza no próximo dia 20 de Abril entre as 10h e as 12h, uma web conferência sobre o Impacto da COVID-19 nos Eventos Desportivos: empresas, regiões e país. 
Assumindo o brutal impacto da pandemia em todo o setor do Turismo Nacional, será no sector dos eventos desportivos que esta mais se faz sentir, sendo também este o setor com maior potencial de contribuir para uma mais rápida revitalização e dinamização da economia dos Territórios e do próprio país, quer na promoção dos destinos quer na demonstração de atividade que rapidamente poderá ser reposta através de centenas de iniciativas espalhadas pelo Território Nacional. 

Com o objetivo de tentar perceber a situação em que as diversas organizações do setor se encontram e como podem estas olhar para o “dia seguinte”, esta web conferência junta personalidades de relevância no setor do Turismo e dos Eventos Desportivos.
  • João Fernandes - Presidente do Turismo do Algarve
  • Luís Pedro Martins - Presidente Turismo Porto e Norte
  • Pedro Machado - Presidente Turismo do Centro
  • Paulo Costa - Ceo Global Sport
  • João Diniz - Director do Grande Hotel do Luso
  • Ana Jacinto - Secretária Geral da Associação da hotelaria, restauração e similares de Portugal.
  • Rui Pinho - Presidente da Associação de Trail Running de Portugal
  • João Cabreira - Ceo Cabreira Solutions
Para acesso à web conferência inscreva-se no evento criado pela Apored - Associação Portuguesa de Eventos Desportivos


AddThis