25 de setembro de 2018

Uma noite com enigmas espalhados pela Baixa de Coimbra


O entardecer na Baixa de Coimbra vai ser particularmente misterioso na sexta-feira. A partir das 18 horas, ruas e lojas vão esconder inúmeros segredos e enigmas. Para os desvendar, terão de ser encontradas pistas, que estão espalhadas pela baixa da cidade. Trata-se do “239 Enigma Challenge”, um evento gratuito para equipas de dois a cinco elementos, organizado em parceria pelo Brain Maze e Puzzle Room, duas empresas de Coimbra que integraram a reportagem sobre turismo experiencial e escape rooms na zona Centro, que publicámos no início do ano.

“Trata-se de um peddy paper com alguns ingredientes de escape games”, refere Eduardo Alves, proprietário do Brain Maze. “As equipas vão procurar pistas para decifrar enigmas escondidos nesta zona da cidade”, complementa. “Queremos recompensar os nossos seguidores com novos quebra-cabeças e ver as equipas mais competitivas a correr pelas ruas e as mais descontraídas a passear enquanto resolvem os desafios”, afirma João Alves, proprietário do Puzzle Room.
Habituado aos mistérios em ambientes de clausura, Eduardo sublinha que organizar um evento “fora de portas” é um desafio para os criadores. Para além das questões logísticas, “há que reinventar o que foi feito nos anos anteriores”.
É já a terceira edição do “239 Enigma Challenge”, que ocorre anualmente no âmbito da iniciativa Noites Temáticas, promovida pela Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra (APBC) durante os meses de Julho, Agosto, Setembro e Outubro, sempre nas últimas sextas-feiras de cada mês, onde são organizados eventos para dinamizar a baixa da cidade.

Vítor Marques, presidente da APBC, caracteriza o evento como “muito interessante” e mostra-se convicto que o mesmo terá uma adesão significativa. “Continuamos a acreditar na Baixa e queremos contribuir para a dinamização dessa zona”. Agradece a disponibilidade dos lojistas e deixa uma recomendação geral para a noite de sexta-feira: “Tenham as lojas abertas ou mantenham as luzes ligadas para que as pessoas possam ver os vossos artigos”.

Um participante a tentar decifrar um enigma na edição de 2017 do evento 

Essa estratégia de dinamização tem funcionado com o “239 Enigma Challenge”. Na primeira edição, em 2016, houve 300 participantes a deambular pelas ruas da Baixa em busca de soluções para o repto lançado. “A premissa foi alcançada”, afirma João: “Levar pessoas à Baixa e fazê-las interagir com o comércio local sob a forma de jogo de rua e loja”. Eduardo sorri e complementa: “São momentos cheios de animação, entusiasmo, alguma correria, com comerciantes de sorriso na cara e curiosos com todo este movimento à sua volta”.
A adesão entusiástica manteve-se na segunda edição da iniciativa. “Mais uma vez houve cerca de 60 equipas em jogo”, diz João, avançando que esse é o número limite de inscrições. Na presente edição, aumentaram para 70, mas o ritmo de inscrições não diminuiu, pelo que as mesmas podem já estar esgotadas no preciso momento em que este texto é escrito.
“Muitos participantes são aficionados de escape games e vêm de propósito à Baixa para este evento”, afirma Eduardo. Aliando a esse público fiel o crescente número de pessoas intrigadas e curiosas com o evento, é fácil de perceber a adesão frenética que o caracteriza. “É gratificante constatar isso”, refere João.

Sexta-feira, entre as 18 e as 23, vão ser cinco horas “non-stop”, desta vez com um desafio muito específico. O tema é “Há um tubarão escondido na Baixa”. “Convocam-se todos os corajosos ou somente curiosos a descerem às profundezas da Baixa de Coimbra a fim de descobrirem o seu esconderijo”, desafia Eduardo. Apesar da temática aquática, João aconselha equipamento bem terrestre: “Tragam papel e lápis e, sobretudo, sapatilhas”. Frisa a última palavra. “Há uns quantos quilómetros a percorrer”. Faz uma pausa e prossegue: “E mais alguns, caso se enganem em algum momento”. Eduardo esboça um sorriso cúmplice e complementa: “Todos aqueles que aceitarem o desafio serão recompensados, mas apenas os mais rápidos a encontrar o tubarão serão premiados.”
Se tivermos em conta que Coimbra está a meia centena de quilómetros do mar, a temática escolhida é particularmente intrigante e causa alguma estranheza. Ambos percecionam-na. Deixam uma garantia: “Tudo fará sentido no fim”.

Consultem a página do Facebook do evento para mais informações.
Se quiserem obter mais informações sobre a actividade de turismo experiencial dos escape rooms, podem ler (ou reler) a nossa reportagem:

Capítulo I (Coimbra)
Capítulo II (Aveiro)
Capitulo III (Leiria)
Capitulo IV (Viseu, Óbidos, Torres Vedras)
Capitulo V (Tomar)

Parcerias no Turismo Europeu: eventos B2B - fase de abertura de candidaturas

Parcerias no Turismo Europeu é uma iniciativa da União Europeia destinada a apoiar as empresas de turismo e operadores da UE, que desejam expandir as suas empresas para os mercados chinês e norte-americano.

A organização aponta quatro critérios para que os concorrentes tenham mais hipóteses de sucesso:
  - Baseado num país da UE ou num país abrangido pelo programa COSME;
  - Ser PME;
  - Oferecer produto/serviço turístico que enquadre no tema do evento;
  - Representar ou procurar integrar uma parceira transnacional Europeia.

Com apoio da ETOA, ETC e ECTAA, estão a ser organizados eventos B2B à margem dos seguintes eventos ou feiras internacionais:

Macau, Global Tourism Economy Forum
Tema evento B2B: Turismo Tailor Made
Datas: 23 a 24 de Outubro de 2018
Mercado: China

Londres, World Travel Market - WTM
Tema evento B2B: Estilo de Vida Europeu
Datas: 1 e 2 de Novembro de 2018
Mercado: China e Estados Unidos

Shanghai, China International Travel Mart
Tema evento B2B: Filmes e TV
Data: 16 de Novembro de 2018
Mercado: China

Chengdu, Chengdu International Tourism Expo
Tema evento B2B: Turismo Romântico
Datas: 28 de Novembro a 1 de Dezembro de 2018
Mercado: China

Los Angeles, Travel & Adventure Show
Tema evento B2B: Aventura e Outdoor
Datas: 15 a 16 de Fevereiro de 2019
Mercado: Estados Unidos

Mais informação em www.business.turismodeportugal.pt


24 de setembro de 2018

O Côa Criativo regressa a Pinhel a 3 de outubro

A Territórios do Côa – Associação de Desenvolvimento Regional e o Município de Pinhel promovem a edição 2018 do CÔA CRIATIVO “Uma região que inspira, testemunho de quem viaja pelo mundo” será o tema que guiará esta sessão, que decorrerá no Auditório da Câmara Municipal de Pinhel, no dia 3 de outubro, pelas 15 horas.

Raquel Rodrigues, Sandra Nobre e João Vilhena serão os oradores que partilharão histórias e experiências que viveram nas várias viagens pelo país e pelo mundo.

As inscrições podem ser realizadas através do endereço de e-mail territoriosdocoa@gmail.com


21 de setembro de 2018

TechDays 2018 - Fórum de Inovação e Tecnologia | Aveiro

Realiza-se entre os dias 11 e 13 de outubro no Parque de Exposições de Aveiro, mais uma edição do TechDays, que contará, para além da habitual área de exposição, com a participação de alguns dos oradores mais ativos e influentes da atualidade na área da tecnologia.

Em 2017, o TechDays contou com mais de uma centena de expositores, incluindo os principais clusters nacionais e empresas de base tecnológica, que deram a conhecer os seus produtos e serviços inovadores a mais de 10 mil visitantes. 


Mais informação AQUI


20 de setembro de 2018

Congresso Nacional APAVT 2018 - Turismo: Desafios do Crescimento

Realiza-se de 21 a 25 de novembro em Ponta Delgada-Açores o 44º Congresso Nacional da APAVT, sob o tema "Turismo: Os Desafios do Crescimento"

O Congresso da APAVT realiza-se anualmente e congrega centenas de profissionais dos mais diversos setores da atividade turística. O principal objetivo do Congresso é dar aos seus participantes a oportunidade de se encontrarem e discutirem assuntos de elevado interesse para o Turismo português.

Faça a sua inscrição e consulte o programa no website www.congressoapavt.pt

19 de setembro de 2018

Apoio ao Investimento Turístico do Turismo Centro de Portugal melhora sistema inovador de monitorização turística


O Apoio ao Investimento Turístico do Turismo Centro de Portugal está a implementar upgrades no inovador sistema informático que implementou este Verão em diversos postos de turismo da zona Centro do país e que possibilita a monitorização automática do perfil dos turistas que visitam a região.

Entre outras melhorias, o sistema de pesquisa foi aprimorado de forma a obter dados ainda mais minuciosos sobre os visitantes que se deslocam aos postos de turismo do Centro de Portugal.

Podem obter informações mais detalhadas sobre esta iniciativa aqui.

2ª Fase de Candidaturas ao Programa de Investimento em Territórios de Baixa Densidade | Candidaturas até 31 de Março

A Turismo Fundos lança a 2ª fase de candidaturas ao Programa de Investimento em Territórios de Baixa Densidade, com condições mais vantajosas das operações de investimento imobiliário, tento em vista a dinamização do investimento, através da valorização económica de ativos imobiliários afetos ou a afetar a atividades do setor do turismo, bem como a promoção do desenvolvimento e sustentabilidade das economias regionais.

São enquadráveis os investimentos em obras de adaptação, ampliação e/ou requalificação dos imóveis adquiridos.

A apresentação das candidaturas decorre de 17 de setembro de 2018 a 31 de março de 2019 e é efetuada através do preenchimento do Formulário.

Mais informações em www.turismofundos.pt



18 de setembro de 2018

Linha de Apoio à Qualificação da Oferta reforçada em 120 milhões de euros


A Linha de Apoio à Qualificação da Oferta, uma linha de crédito disponibilizada pelo Turismo de Portugal em parceria com o Sistema Bancário, foi reforçada em 120 milhões de euros.

Este instrumento financeiro, que envolve a participação de 12 instituições de crédito, pretende continuar a assegurar às empresas turísticas o acesso a financiamento de médio e longo prazo em condições que possam ir ao encontro das suas necessidades, e, ao mesmo tempo disponibilizar condições específicas que permitam a captação de mais investimento em áreas consideradas prioritárias para o setor do turismo.

Para acesso a esta linha de financiamento, as empresas deverão solicitar junto de uma das instituições de crédito aderentes, o respetivo enquadramento da operação.​

Clique AQUI para mais informações.


17 de setembro de 2018

Sessão de Esclarecimento "Sistema de Incentivos no Sector do Turismo" em Torres Novas



O Município de Torres Novas promove no próximo dia 20 de Setembro das 16h30 às 18h00, no auditório da Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes, uma sessão de esclarecimento sobre Sistema de Incentivos no Setor do Turismo.

A sessão terá como orador Gonçalo Gomes, coordenador do Núcleo de Apoio ao Investimento Turístico do Turismo Centro de Portugal. Serão abordados os apoios existentes, bem como a informação relevante referente à atividade turística, processos de licenciamento, registo de empreendimentos e atividades turísticas.

As inscrições são gratuitas e obrigatórias e podem ser efectuadas AQUI 

Para mais informação contacte : 249839489, 249 813 019 ou 910963829


14 de setembro de 2018

27 setembro | IV Cimeira do Turismo Português

A Confederação do Turismo de Portugal promove no próximo dia 27 de setembro, Dia Mundial do Turismo, a IV Cimeira do Turismo Português cujo tema é o "Turismo Primeiro-Sucessos do presente. Desafios do amanhã"

A edição de 2018 decorre no auditório do Teatro São Luiz, em Lisboa, e tal como aconteceu nas anteriores edições, irá reunir um conjunto de personalidades nacionais e internacionais para debater e refletir sobre a atividade do Turismo em Portugal e no mundo.

A IV Cimeira do Turismo está aberta a todos os interessados, com entrada gratuita, mas sujeita à disponibilidade da sala, mediante inscrição prévia.

Veja o PROGRAMA e faça a sua inscrição AQUI


11 de setembro de 2018

6 de setembro de 2018

Apoio de 1,9 milhões de euros do SI2E vai criar 70 novos postos de trabalho na Região de Coimbra



O Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego (SI2E) vai permitir a criação de 70 postos de trabalho na Região de Coimbra, com um apoio comunitário de 1,9 milhões de euros.

Em comunicado, a Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região informa ter analisado e selecionado as candidaturas que 28 empresas apresentaram ao SI2E no âmbito do CENTRO 2020 - Programa Operacional Regional do Centro.

Os projetos aprovados pela comissão diretiva do CENTRO 2020 totalizam um apoio comunitário de 1,9 milhões de euros e devem resultar na criação de 70 empregos, 38 dos quais cofinanciados.

“Estas são as primeiras candidaturas ao SI2E aprovadas no âmbito do Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial da CIM Região de Coimbra”, segundo a nota.

Das 64 candidaturas ao FEDER - Fundo Europeu para o Desenvolvimento Regional e 44 ao FSE - Fundo Social Europeu, submetidas na primeira fase do aviso de concurso desta Comunidade Intermunicipal, foram aprovadas 28 e 18 candidaturas, respetivamente.

Num momento em que a análise das candidaturas submetidas à segunda e terceira fases já está “numa fase avançada”, a CIM “congratula-se com a forte procura registada pelo aviso”.

O programa SI2E visa estimular o surgimento de iniciativas empresariais e a criação de emprego, apoiando o lançamento, expansão e modernização de micro e pequenas empresas, em especial nos territórios de baixa densidade, promovendo o desenvolvimento e a coesão económica e social.


30 de agosto de 2018

Os mergulhos de Marcelo nas praias fluviais do Centro (o roteiro completo)


O Presidente da República decidiu passar parte das suas férias num périplo por várias praias fluviais do Centro do País. Durante Agosto, Marcelo Rebelo de Sousa deslocou-se no seu carro pessoal – acompanhado pela segurança obrigatória – de povoação em povoação, em busca desses recantos idílicos na região Centro de Portugal. Não planeou um itinerário, viajou de forma espontânea, ao sabor dos dias, apenas sob um elo comum: Abranger os concelhos afetados pelos incêndios de 2017. 
“A minha ideia é mostrar como é importante que haja turismo nas zonas afetadas pelas tragédias do ano passado", explicou o chefe de Estado ao Jornal de Notícias. 
As visitas não foram superficiais. Marcelo Rebelo de Sousa mergulhou e nadou em todas as praias fluviais que visitou. 
Partilhamos aqui esse roteiro e damos a conhecer todos esses paraísos refrescantes do nosso Centro de Portugal.  


Praia Fluvial da Cascalheira (Arganil) 


Foto: Junta de Freguesia de Arganil

A Praia Fluvial da Cascalheira, em Secarias, tem Bandeira Azul e foi distinguida pela Quercus com a medalha “Qualidade de Ouro” durante 3 anos consecutivos. Este galardão é atribuído a praias que nos últimos 5 anos tenham mantido uma qualidade de água classificada como “excelente”.
Está ainda classificada como Praia Acessível, sendo adequada a pessoas com mobilidade reduzida. 
Nas suas margens, as densas copas dos amieiros garantem sombra abundante nos dias com mais calor. 


Praia Fluvial do Porto da Várzea (Vouzela) 


Foto: Vítor Oliveira

Nas margens do rio Alfusqueiro (afluente do rio Águeda), esta praia fluvial é conhecida pela água tranquila e límpida. Situada entre as freguesias de Campia e Cercosa, a praia é servida por um bar-restaurante e por um parque de merendas. É um local atrativo para pescadores devido à abundância de peixes típicos destas águas frescas como o Barbo, o Boga, o Escalo do Norte, o Bordalo e a Truta. 



Praia Fluvial de Nandufe (Tondela) 


Foto: praiafluvial.pt

Esta praia fluvial situa-se no Castro, freguesia de Nandufe, e é banhada pelo rio Dinha. Tem uma particularidade que costuma ser destacada pelos visitantes: ao longo do seu curso formam-se pequenas cascatas, que dão origem a várias lagoas. É servida por um areal relvado, tem parque de merendas e churrasqueira. A proximidade de Viseu (20 Km) e torna-a particularmente popular entre os viseenses. 


Praia da Bogueira (Lousã) 

Foto: ADXTUR

Nas margens do rio Ceira, junto à aldeia de Casal de Ermio, esta praia fluvial foi galardoada com Bandeira Azul e Medalha Qualidade de Ouro, atribuída pela Quercus. Tem um bar de apoio e um relvado, com acesso por um passadiço de madeira sobre o rio. Tem ainda uma prancha de madeira de onde os mais afoitos podem mergulhar. Esta praia possui ainda uma piscina fluvial para crianças e detém a Bandeira de Praia Acessível para todos, garantindo o acesso às pessoas com mobilidade condicionada. 


Praia de Nossa Senhora da Graça (Lousã) 

Foto: ADXTUR

Inserida numa paisagem envolvida pela Serra da Lousã e localizada no rio Ceira, a Praia Fluvial da Senhora da Graça tem Bandeira Azul e classificação de praia acessível. Possui acesso a pessoas com mobilidade reduzida, existindo rampas de acesso à água e a toda a área da praia.
Tem ainda uma prancha para mergulhos, uma piscina para crianças e até um relvado com balizas de futebol. Durante a época balnear, é possível o aluguer de canoas e barcos. 


Praia Fluvial do Vimieiro (Penacova) 

Foto: Mónica Henriques

Ao longo do rio Alva, esta praia fluvial é conhecida pelas águas límpidas e paisagem verdejante. Tem ainda pequenas particularidades que se podem encontrar nas suas margens, como açudes, levadas, rodas e moinhos. Foi recentemente galardoada com Bandeira Azul. Dispõe de restaurante/bar de apoio e zona de estacionamento. 


Praia Fluvial do Reconquinho (Penacova) 

Foto: All About Portugal

Nas margens do rio Mondego, a Praia Fluvial do Reconquinho tem Bandeira Azul e está cercada por uma bela paisagem natural. Dispõe ainda de um cais, parque infantil, campo de futebol, parque de merendas e até uma fluvioteca, uma biblioteca móvel instalada no espaço durante o verão. Os entusiastas da pesca têm à disposição uma pista de pesca onde podem tentar pescar espécies autóctones, como a truta, a boga, o barbo ou a enguia. 


Praia da Ponte das Três Entradas (Oliveira do Hospital) 

Foto: mapio.net

Além das águas límpidas do rio Alva e da paisagem cheia de verde, esta praia fluvial tem uma particularidade distintiva. Tem um parque de campismo. É possível montar acampamento à sombra das suas oliveiras ou alugar um bungalow ou uma tenda tipi (modelo inspirado nas tendas usadas pelos índios americanos no velho Oeste) já toda equipada. 


Praia Fluvial de Avô (Oliveira do Hospital) 

Foto: Centro TV

Banhada pelo rio Alva e pela ribeira de Pomares, esta praia fica em plena vila de Avô. O encontro dos dois cursos de água formam a conhecida Ilha do Picoto, onde existe um parque de merendas. Na zona circundante da ilha, dois açudes de água oferecem um enquadramento peculiar, complementado por uma piscina infantil alimentada com água do rio, zonas de relva, balneários e passagens pedonais. Classificada como Praia Acessível, tem acesso à linha de água para pessoas com mobilidade condicionada através de passadeiras, cadeira anfíbia e andarilho de praia. 


Praia Fluvial de Peneda/Pêgo Escuro (Góis) 

Foto: ADXTUR

Situada nas margens do rio Ceira, esta praia está enquadrada numa paisagem imponente, entre a Serra da Lousã e a Serra do Açor. Tem uma pitoresca ilha com areia, um extenso relvado e vista para a ponte real que o Rei D. João III mandou construir em 1533 e que se tornou um ex-líbris da vila. Esta zona balnear foi galardoada com a Bandeira Azul e com a Medalha de Ouro da Quercus. Recebeu ainda a classificação de Praia Acessível. É possível o aluguer de canoas. 


Praia Fluvial Ana de Aviz (Figueiró do Vinhos)

Foto: CCDR Centro
Praia fluvial na aldeia de Ana de Aviz, que aproveita a retenção da água de uma ribeira numa represa para criar uma espécie de piscina, onde a transparência das águas permite ver o chão regular em xisto. As crianças têm uma zona mais baixa, com meio metro de profundidade, tendo a zona mais profunda 1,50 metros. Dotada de um relvado, parque de merendas e bar, a praia tem ainda classificação de Praia Acessível para pessoas de mobilidade reduzida.


Praia Fluvial do Pessegueiro (Pampilhosa da Serra) 

Foto: mapio.net

Esta praia fluvial atravessa a aldeia típica de Pessegueiro, com as suas características casas de xisto. Servida pelas águas límpidas de uma ribeira, esta praia tem ainda um parque e piscina infantis para os mais pequenos e um amplo relvado com parque de merendas. Ostenta Bandeira Azul e classificação de Ouro da Quercus. 


Praia fluvial de Louçainha (Penela) 

Foto: Cidónio Rinaldi

Escondida no meio da densa Serra do Espinhal, esta praia fluvial aproveita várias represas da ribeira da Azenha, com diferentes formas e profundidades, para apresentar várias zonas balneares, desde zonas infantis até uma zona com prancha de mergulho onde a profundidade atinge os três metros.
Tem Bandeira Azul e está classificada como Praia Acessível. 


Praia das Rocas (Castanheira de Pera) 

Foto: NIT

Trata-se de um complexo de lazer situado num lago com quase um quilómetro de extensão, com uma extensa piscina de ondas (considerada a maior do país). Está situada no coração da vila de Castanheira de Pera e está cercada pelas montanhas da Serra da Lousã, que contrastam com as palmeiras tropicais que ondulam ao sabor do vento, junto às piscinas. Com slides, escalada, canoas e insufláveis, é um espaço recheado de atividades de lazer para miúdos e graúdos. 


Praia Fluvial do Mosteiro (Pedrogão Grande) 

Foto: ADXTUR

Localizada junto à Aldeia do Xisto de Mosteiro e com as águas frescas da Ribeira de Pera, esta praia fluvial está cercada por espaços verdes, um alto passadiço de madeira que cruza a praia e uma pequena cascata com riacho. Os salgueiros, os amieiros e os sobreiros proporcionam muita sombra  nos dias mais quentes. Apresenta dois monumentos que retratam passado e o património cultural do concelho, um lagar de azeite, que foi recuperado e que atualmente é o apoio de praia do Bar/ Restaurante, e um antigo moinho de rodízio. 

AddThis